Cadastro Unificado

Agora o cadastro de usuarios do site está unificado, isso significa que você não precisará mais fazer um novo cadastro a cada ano, ou ter um cadastro para o Congresso e outro para os Workshops.

Somente com o seu e-mail e senha, você terá acesso a todos os recursos restritos do site.



Login do Usuário

Não é cadastrado ainda?
Cadastre-se agora!

 
 



Desenvolvimento:

 

   PROGRAMAÇÃO - PASSEIO TURÍSTICO
 

PASSEIO TURÍSTICO - MUSEU CAMPOS GERAIS e CATEDRAL


SEXTA-FEIRA 28/11

Roteiro

HORÁRIO

Saída da UTFPR

13:30

Museu Campos Gerais

14:30

Praça/Catedral/Proex

16:00

Chegada UTFPR

18:00

Agendamento e informações de custos: Email: liviamacagis@hotmail.com

Telefone: (42) 9973-1561(42) 9973-1561


OBS:

1- os passeios serão acompanhados por um guia (custo R$80,00).

2- A proposta de passeio destina-se a grupos que tenham vans ou ônibus próprios.



O Museu dá suporte ao ensino, pesquisa e extensão, atuando como órgão que preserva a memória histórica da região.

O Museu Campos Gerais, da Universidade Estadual de Ponta Grossa, tem sua origem na iniciativa da sociedade civil pontagrossense, através da ação de intelectuais como escritores, jornalistas, historiadores e professores.Na década de 1940 esses formavam o Centro Cultural Euclides da Cunha que tinha como um de seus objetivos "reunir bens culturais do patrimônio histórico da região dos Campos Gerais".



O acervo acumulado foi confiado a então, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ponta Grossa, pela falta de condições de preservação pelo Centro Cultural. Com a criação da Universidade Estadual de Ponta Grossa, o acervo que estava sob a guarda do Departamento de História, foi doado à Instituição. A partir de 28 de março de 1983, o Museu entrou em funcionamento no prédio do antigo Fórum, situado à Rua Engenheiro Schamber, 654.





Em 1823, depois de Ponta Grossa se tornar Freguesia, foi necessário construir uma capela, pois o altar que existia na Casa de Telhas não era mais adequado, para atender a Freguesia. Foi escolhido então, o local mais alto da cidade, para a construção de uma capela simples, para abrigar a Imagem de Sant’Ana. Por volta de 1863 a igreja, que não possuía torres nem corredores laterais, foi ampliada.



Em 1906 houve necessidade de construção de uma nova igreja, esta foi desenhada pelo arquiteto italiano Nicolau Ferigoti, chamando atenção pelo seu estilo diferente e também por ser vista de vários locais, já que estava no alto da colina.

Em 1978 foi iniciada a demolição da Catedral, e uma nova foi construída no mesmo local, possuindo um estilo mais moderno.


SINECT - Simpósio Nacional de Ensino de Ciência e Tecnologia - Ponta Grossa/PR - Todos os Direitos Reservados.